Com certeza já notou a predominância de mobiliário de madeira, cores naturais e plantas de interior no design da farmácia. Isto não acontece por acaso. A verdade é que a natureza nos faz sentir bem, por isso tentamos sempre trazê-la para a decoração. Como tal, quanto maior é o número de elementos naturais presentes na farmácia, maior é a sensação de conforto e bem-estar transmitida ao utente. Descubra, neste artigo, como unir o interior ao exterior, com a ajuda do espaço natura da farmácia.

A importância do Espaço Natura da Farmácia

Atualmente, cada vez mais utentes gravitam para o espaço natura da farmácia. A crescente popularidade dos produtos orgânicos e naturais reflete-se sobretudo na área dos dermocosméticos. Uma categoria de produtos que leva muitas farmácias a apostar numa estratégia de diferenciação assente na comercialização de produtos orgânicos, naturais ou ecológicos para captar a atenção e fidelizar novos utentes. Portanto, num bom design de farmácia, não podemos subestimar o poder de um espaço natura.

Como incluir plantas de interior no Espaço Natura da Farmácia?

Mais que o valor estético, o espaço natura da farmácia favorece a exposição, gerando interesse e curiosidade. Ademais, quando ornamentado com plantas de interior, o espaço natura da farmácia ajuda a melhorar a concentração e os níveis de produtividade dos profissionais de saúde. Para além do mais, de acordo com a cromoterapia, o verde sugere uma sensação de tranquilidade e equilíbrio, capaz de relaxar a mente e deixar o pensamento fluir livremente. Facto que torna o espaço natura da farmácia um elemento intemporal que encaixa em qualquer estilo de design de interiores. Descubra algumas formas de incorporar plantas de interior, no espaço natura da sua farmácia:

1. Jardins Verticais

Os jardins verticais interiores podem ser uma excelente opção para o espaço natura da sua farmácia. Um revestimento natural que ajuda a separar ambientes e oferece um toque fresco e único ao espaço natura de qualquer farmácia. Jardins Verticais com plantas vivas devem ter um sistema automático de irrigação e iluminação para que não seja necessário monitorizar constantemente as plantas, mantendo-as frescas e saudáveis.

2. Plantas “suspensas”

A solução perfeita para espaços mais reduzidos, as plantas “suspensas” criam uma impressão de profundidade que favorece qualquer espaço natura. Tudo o que precisa são ganchos ou fios de sisal e vasos. Depois, basta pendurá-los num lugar bem iluminado e escolher plantas adequadas para este efeito, como o filodendro ou o lírio verde. É fundamental optar por espécies resistentes que exigem pouca água e atenção.

3. Vasos e/ou Canteiros

Pode sempre optar por manter as suas plantas nos tradicionais vasos de interior ou criar um pequeno canteiro customizado. No entanto, estes elementos decorativos devem ser considerados na definição do layout da farmácia para não causar constrangimentos à circulação ou restringir fluxos de trabalho.

Assim, deve pensar bem no estilo e no local em que gostaria de ver as suas plantas de interior para não sobrecarregar o espaço e criar um ambiente onde estas possam prosperar juntas. Uma boa maneira de conjugar plantas de diferentes espécies é tentar mesclar diferentes formas e texturas para criar uma atmosfera imersiva e realmente cativante no espaço natura da farmácia. No que toca ao estilo, vasos ou canteiros de cerâmica, cestos de palha, rattan ou ferro forjado prestam-se mais a estilos clássicos, enquanto materiais técnicos como cimento, plástico ou aço prestam-se mais a estilos modernos ou contemporâneos.

4. “Jardins suspensos”

Em espaços mais pequenos, o espaço natura da farmácia pode ser destacado por elementos de design subtis e deslumbrantes.  Ao estabelecer diferentes níveis e enriquecer o teto com plantas artificiais, por exemplo, é possível dar sentido, vitalidade e movimento ao espaço natura da sua farmácia. Aqui, poderá brincar com cores e materiais para destacar a expos