Concebidas para atrair e reter a atenção dos utentes, a nova geração de farmácias procura oferecer uma experiência imersiva a todos os visitantes. Mas quais serão as principais características de uma Concept Pharmacy? Descubra a resposta, neste artigo!

Concept Pharmacy: o poder de impressionar 

Quando falamos de uma Concept Pharmacy, referimos um ambiente concebido para ser mais que um ponto de venda. Um ambiente onde o design de interiores é a ponte entre o público e o pessoal da farmácia, gerando um ponto de interesse e encontro. Fundamentalmente, o objetivo da Concept Pharmacy é surpreender o utente com uma atmosfera imprescindível, capaz de gerar verdadeiro interesse e valor.

Como criar uma Concept Pharmacy?

Na era da experiência, o utente deseja imergir numa experiência de compra verdadeiramente envolvente, potenciada pela identidade única e exclusiva da sua farmácia. Portanto, a primeira coisa a evitar é ser apenas “mais uma farmácia”. Marcar pela diferença é quase tão importante como oferecer um bom serviço. Assim sendo, é importante redefinir as estratégias de marketing da sua farmácia, enfatizando a criação de um ambiente coerente e harmonioso que motiva os seus utentes a permanecer mais tempo no espaço.

Concept Pharmacy: principais guidelines

1. Realize uma seleção cuidada de produtos e serviços

Como sabemos, o ato de compra é fortemente influenciado pela componente psicológica e emocional do utente. Como tal, na criação de uma Concept Pharmacy, as necessidades dos utentes são o centro de todas as atenções, especialmente na seleção dos produtos e serviços comercializados. Ou seja, tal como numa Concept Store, eles devem ser escolhidos a dedo e sujeitos a uma atualização regular, de forma a manter o consumidor num estado de curiosidade que o mantém interessado. Da mesma maneira, é fundamental que a exposição das distintas linhas de produtos seja realmente atraente e singular.

The Linden Apothek- Ludwigsburg| Projeto de Ippolito Fleitz Group | Créditos de imagens: ifgroup.org

2. Crie um ambiente mais envolvente 

Numa Concept Pharmacy, a ideia é envolver, intrigar e fidelizar o visitante, através do design. Não só através de um sortido interessante de produtos e serviços, mas também por meio de um ambiente multissensorial que lhe aguça o interesse. Uma vez que a compra é fortemente influenciada pela componente psicológica e emocional do utente, numa Concept Pharmacy, tudo é pensado ao pormenor, seja a seleção do mobiliário, a iluminação, a música ou as fragâncias.

Assim, para criar um itinerário realmente multissensorial é fundamental conceber uma experiência de compra completa e integrada, tornando-a disponível ao utente sob a forma de momentos memoráveis. Por isso, recomenda-se a criação de cantos temáticos, onde o utente é convidado e experimentar produtos e “esquecer o mundo lá fora”. Veja o exemplo:

Beauty Library’ – Tóquio| Projeto de Nendo | Créditos de imagens: designboom.com

3. Aposte numa estratégia multicanal e interativa

Finalmente, uma Concept Pharmacy deve partir de uma estratégia multicanal e interativa que mistura elementos de interação física e digital. Ora, isto significa que a tecnologia é um elemento central na projeção de uma Concept Pharmacy. Um espaço híper conectado e digitalizado, onde quiosques multimédia, etiquetas eletrónicas ou lineares digitais são a chave para a construção de uma experiência inesquecível que não para de surpreender. Para além disso, com um espaço “instagramável”, o utente é persuadido a partilhar a sua experiência nas redes sociais, facto que aumenta o alcance e o reconhecimento da farmácia.

Farmacia Sella – Bergamo| Projeto de AMlab | Créditos de imagens: am-lab.it

Medd: para a transformação da sua farmácia

Respondemos às exigências do setor farmacêutico ao combinar layouts funcionais com ideias inovadoras. Ergonomia, conforto, privacidade, qualidade estética e clareza visual são apenas alguns dos aspetos que garantimos com o desenvolvimento de projetos de remodelação para farmácias. Fale connosco!