O que são vendas cruzadas?                                                    

Quando falamos em vendas cruzadas, falamos no conjunto de técnicas que visam personalizar a experiência de compra do utente da farmácia. Essencialmente, elas são estratégias de ação comercial que partem do reconhecimento das necessidades do utente e culminam na sugestão de produtos complementares que atendem às suas exigências. De forma geral, quando conjugadas com um layout estratégico e métodos de exposição apropriados, o domínio destas técnicas conduz ao aumento da receita e ao incremento da qualidade do serviço prestado.

Táticas para aumentar as Vendas Cruzadas 

Para que as vendas cruzadas sejam bem-sucedidas, é necessário implementar determinadas táticas, entre elas:

1. Identificar o perfil do público-alvo

Ao “colocar o utente em primeiro lugar” e devidamente identificar a sua “buyer persona”, o gestor da farmácia terá oportunidade de explorar novos conceitos, produtos ou serviços, desenvolvendo estratégias promocionais devidamente alinhadas à procura.

2. Medir a qualidade do serviço prestado

Ao analisar os níveis de satisfação dos seus utentes, terá dados suficientes para saber quais os aspetos que deve mudar na sua prestação de serviços e que tipo de melhorias deverá implementar. Para o fazer, basta recorrer ao tão popular “inquérito de satisfação”, dirigindo a amostra a uma parte significativa da sua clientela. Poderá inquerir os seus utentes sobre a qualidade do atendimento e da equipa de farmacêuticos, da exposição, do sortido de produtos ou do espaço. Com estes dados, a farmácia terá meios para estabelecer e preservar a qualidade do serviço que o utente depreende e a qualidade de serviço que o utente “gostaria” de ter.

3. Analisar as tendências de consumo

O desenvolvimento das vendas cruzadas requer um processo a longo prazo e o ambiente do mercado em que a farmácia se insere é de extrema importância para o seu sucesso. Isto inclui não só as farmácias concorrentes, mas também hipermercados e lojas de dermocosmética. Dados relacionados com a categoria de produtos ou com a marca mais promovida pela concorrência dão à sua farmácia uma imagem detalhada do mercado, permitindo-a acompanhar as constantes mudanças no comportamento de consumo da área onde está inserida.

4. Apostar no Visual Merchandising

Finalmente, um merchandising apropriado nas prateleiras combinado com uma abordagem personalizada baseada no aconselhamento ao utente pode fazer toda a diferença! Visto que mais de 50% das decisões de compra são tomadas pelo utente no ponto de venda, a forma como os produtos são apresentados pode ter um efeito surpreendente nos resultados das vendas da farmácia. Portanto, comece por fazer uma seleção cuidadosa dos produtos e marcas que intende comercializar. Depois, evite expor uma quantidade excessiva de produtos e procure dar maior visibilidade aos produtos com maior procura. Assim, o espaço que cada produto ocupa no linear deverá ser definido de acordo com o seu desempenho comercial, devendo utilizar materiais promocionais como marcadores, stands ou cartazes para distinguir a sua exposição das demais.

MEDD: para o incremento das Vendas Cruzadas da Farmácia 

Na MEDD, procuramos responder às exigências do setor farmacêutico ao combinar layouts funcionais com ideias inovadoras. Ergonomia, conforto, privacidade, qualidade estética e clareza visual são apenas alguns dos aspetos que garantimos com o desenvolvimento de projetos de farmácias. Trabalhamos ao lado dos nossos clientes para verdadeiramente compreender as suas necessidades e apresentar soluções ajustadas aos seus objetivos estéticos e comerciais! Conte Connosco!

Peça já o seu orçamento!

Contacte-nos!

Quer ter acesso às novidades?